top of page
Buscar
  • Foto do escritorRonny

Cadernico Novo Vida-Morte-Vida


Depois que a vida dá fim ao nosso mais belo e florido jardim, lavando-o com toda sua turbulenta e radical imprevisibilidade, a gente se abandona.

A gente se vê sem saída, obrigados a pegar a pá de jardinagem e começar a mexer, remexer, mergulhar na parte mais suja e fedorenta do que antes era um campo de aromas, cores e sabores.

Quando finalmente ficamos em pé de novo, temos um belo composto. Um adubo rico daqueles, sabe?! Esperando pra recomeçar o plantio novamente.

E surge algo de dentro do peito que não nos deixa ficar parados. Esse composto a gente entrega à terra com muita gratidão e depois de algum trabalho começam a florescer novas belas flores que por fim polinizarão outros jardins em construção.


"Aos que souberam enganar o fim e fazer dele a eternidade" Carla Ferro


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page